Princípios de Filmagem: Movimentos de câmera sem movimento

Movimentos de câmera podem adicionar muito significado e emoção a uma cena, porém às vezes não existe espaço para mover a câmera. A solução pode ser combinar o uso inteligente da altura da câmera com o movimento do ator. Seus pans, tilas e trabalho de atuação podem criar cenas antes impensáveis sem um equipamento mais complexo. Confira no vídeo abaixo alguns exemplos:

Um olhar detalhado nos efeitos de Gravidade

O grande ganhador do Oscar esse ano com sete estatuetas foi o filme de Alfonso Cuarón, Gravidade. Apesar de não ganhar o prêmio de melhor filme, abocanhou basicamente todos os prêmios técnicos, inclusive os referentes a efeitos visuais.

Diferente da crença do repórter da TV Azteca, que acreditava que haviam feito as filmagens no espaço, a fidelidade com a situação se deu graças à união de um trabalho minucioso de computação gráfica e engenhosidade no uso de câmeras. Ficou curioso? Dê uma olhada nos vídeos abaixo e descubra como foram feitos os efeitos do filme.

A estrutura gigante para gravar uma cena de Velozes e Furiosos 6

Filmes de ação na maioria das vezes possuam cenas grandiosas com muitas explosões, barulho, fumaça e claro, carros. E na sexta continuação da franquia cinematográfica, Velozes e Furiosos, nada disso poderia faltar. Porém produzir cenas assim não apenas custa caro, mas na maioria das vezes os recursos são tão trabalhosos de montar e coordenar que a chance de gravação é única.

No vídeo abaixo você pode testemunhar como uma determinada cena do novo filme foi feita, e lógicamente, envolvendo explosões, barulho, fumaça e claro, carros.

via FilmmakerIQ

Trazendo o Hulk à vida através de CGI

O filme Os Vingadores (2012) foi um grande sucesso de crítica e bilheteria. Alguns dos pontos altos da ação do filme acontecem quando o personagem Hulk aparece destruindo basicamente tudo e todos à sua volta. Para criar um gigante verde no set de filmagens foi um processo que uniu trabalho de estúdio com um ótimo trabalho em CGI. Confira abaixo como o Supervisor de Efeitos Especiais do filme, Jeff White, trabalhou para criar o Gigante Esmeralda:

via BuzzFeed

6 dicas para adicionar profundidade em seus vídeos

Todos já percebemos que a moda do momento no cinema é o 3D. Porém é muito caro produzir filmes totalmente em 3D ainda, além de poucas pessoas possuírem em seus computadores e televisores o recurso de visualização em 3 dimensões. Porém existem meios de adicionar mais profundidade em seus vídeos sem que eles deixem o formato 2D. No vídeo abaixo é possível desfrutar de 6 dicas para obter esse resultado:

Dicas para um melhor Chroma Key

Usar telas verdes em suas produções de vídeo pode permitir criar efeitos que seriam impossíveis no mundo real. No entanto, com objetivo de maximizar o realismo destes efeitos, é necessária uma luz adequada na utilização do chroma-key. Iluminação desigual tornará difícil a pós-produção, resultando em um efeito que está longe de ser crível.

O primeiro passo para efeitos chroma-key de sucesso é adequar a sua iluminação na tela verde. Para começar é preciso uma tela verde que está livre de rugas e texturas que podem causar sombras. Ligue pelo menos duas luzes, um em cada lado da tela verde. Ajuste as luzes como necessário, aparra iluminar tela o mais uniformemente possível.

Uma forma de se criar uma luz mais espalhada é usar um difusor. Isto irá permitir a iluminação uniforme, enquanto ajuda a evitar pontos iluminados em demasia. É importante manter a sua tela verde sem sombras e pontos de luz para refletirem uma única cor para a câmera. Não aderir a uma iluminação adequada na sua tela verde irá causar dores-de-cabeça desnecessárias, principalmente em sua pós-produção.

Há ainda outros fatores a se considerar quando tentar um efeito de chroma, como iluminar do objeto da filmagem de uma forma que combine com a iluminaçãoem da tela atrás, colocando o objeto a uma distância que mantenha as suas sombras fora do alcance do fundo e além de obviamente evitar determinadas cores roupa, o que irá ajudá-lo a conseguir um e destaque limpo para a tela verde. Ao tornar-se familiarizado com essas técnicas de iluminação você poderá colocar o objeto da filmagem em qualquer lugar com efeitos bem realistas.

Porém lembrem-se, a iluminação é apenas o primeiro de muitos conhecimentos necessários para uma produção com efeitos especiais. Fique ligado para mais dicas!

Texto adaptado de: Videomaker